AUTOFINANCIAMENTO DA JMV DO BRASIL



A Juventude Mariana Vicentina lançou uma campanha mundial para o autofinanciamento da Associação até 2015. É uma importante iniciativa para se recordar o quanto a Associação precisa crescer e se fortalecer, ter mais autonomia e poder concretizar novos projetos, aumentar seus grupos, realizar seus sonhos e disseminar o carisma mariano vicentino por toda a terra. Durante a VI Assembleia Nacional da JMV Brasil, as províncias apresentaram o que têm feito para a manutenção dos grupos da JMV e também para corresponderem às cotas para a manutenção da JMV em sua província, no Brasil, no nosso continente e no mundo. Como diria São Vicente de Paulo: “o amor é inventivo até o infinito” e certamente há muitas outras formas criativas de obter recursos financeiros, por isso, os grupos e as províncias são chamados a criarem ou adaptarem novas formas de arrecadação de acordo com suas realidades. Algumas sugestões que já são utilizadas na JMV do Brasil:

No próprio grupo:
·         Coleta entre os participantes;
·         Doações espontâneas dos familiares dos membros dos grupos e “paitrocínio”;
·         Contribuição regular dos jovens, em especial dos membros consagrados;
Na comunidade:
·         Rifas de prendas ou doações, revertendo o lucro para o grupo;
·         Leilão: silencioso (há uma lista para cada um dos vários itens expostos para o leilão, onde cada pessoa escreve seu lance e, ao final do evento, as listas são recolhidas e quem deu o lance maior paga e fica com o objeto) ou tradicional;
·         Bazar de roupas ou artigos usados;
·         Bingo ou Feijobingo (bingo durante feijoada);
·         Festival de pastel, ou sorvetes, ou tortas, ou cachorro quente, ou caldos, ou pizzas, etc.;
·         Cantinas ou barracas de comidas típicas e bebidas durante eventos ou após as celebrações;
·         Almoço de confraternização;
·         Café colonial (café, sucos, frios, bolos, pães, biscoitos, etc.);
·         Jantar dançante;
·         Serenata: a pessoa paga e o grupo canta/toca a música escolhida para ela ou dedicada a outra pessoa;
·         Livro de Ouro: pessoas são convidadas a assinar o seu nome num livro e oferecer uma contribuição em dinheiro ou outra forma de doação. O grupo também pode rezar pelas intenções das pessoas que o assinaram;
·         Correio elegante: durante a quermesse da comunidade ou outro evento, as pessoas compram um cartãozinho e os jovens do grupo entregam os recadinhos do coração aos destinatários;
·         Festival de músicas religiosas- os grupos e as bandas pagam inscrição definida pelo grupo;
·         Gincana- podem ser arrecadadas prendas, alimentos, dinheiro durante as etapas e provas da gincana, a ser organizado pelo grupo ou entre grupos da JMV, pastorais, etc.;
·         Cadeia da amizade: alguém pode comprar uma “ordem de prisão” e o grupo prende aquela pessoa num local específico e a pessoa só sai se “pagar a fiança” ou após o tempo mínimo de permanência- lembrar que é uma brincadeira e ninguém deve  ser obrigado a participar;
·         Stands com venda de produtos religiosos e da JMV (camisetas, bonés, broches, chaveiros, adesivos, faixas, CDs, DVDs, livros, etc.) ou outros produtos (artesanatos, etc.);
·         Caixinha da JMV: caixa, cofrinho ou urna para doações espontâneas e anônimas, que pode ser colocada na Igreja ou outro local, contando a história da JMV, da Medalha Milagrosa, etc. – lembrar-se de consultar o Pároco a respeito;
·         Apresentação de teatro, filmes, coral, bandas, exposições artísticas mediante a cobrança de ingressos- podem ser realizadas no salão paroquial, em outro espaço comunitário ou estabelecimento comercial;
·         “Cristoteca”, “Barzinho de Jesus”, Show Mariano, etc.;
·         Torneios de esportes (futebol, futsal, vôlei, handebol, xadrez, etc.): cada equipe paga uma taxa de inscrição para o grupo;
·         Pedágio: coleta em local público – de preferência com jovens com camisetas da JMV, carta de apresentação do Padre ou das Irmãs, consulta aos pais, no caso de envolver menores de idade, etc.;
·         Campanha de porta em porta: os jovens se organizam e visitam as casas, onde se apresentam, convidam a família a conhecer a JMV e pedem donativos para festas, contribuições financeiras, etc. - podem inclusive entregar uma Medalha Milagrosa e evangelizar a família, fazer uma oração pelas pessoas visitadas ou mesmo identificar necessidades materiais e espirituais daquelas pessoas;
·         Corrida ou Maratona Mariana: cada participante paga uma inscrição e o vencedor ganha o prêmio ou troféu definido pelo grupo;
À distância:
·         Divulgar a conta, agência bancária, banco e CPF/CNPJ nas redes sociais virtuais, nas rádios comunitárias, em carnês, panfletos e folders a serem entregues após as Missas, eventos ou campanhas;
·         Campanha “Um pouco mais de ti, JMV!”: visitar os membros desembocados (os membros que já passaram dos 30 anos) da Associação e formar uma rede de padrinhos e benfeitores da Associação, estimulando a contribuição regular deles.

Os dados para contribuições para a JMV Brasil são:
·         Onde depositar as colaborações doadas à Juventude Mariana Vicentina do Brasil? A JMV Brasil tem CNPJ? Qual sua pessoa jurídica? O que se tem feito para trabalhar esse assunto?

Toninho Garcia
JMV RIO (BRASÍLIA)
Newsletter Janeiro 2013

Comentários