Olinda Recife


Letreiro no mirante de Olinda:

'Daqui se vê o mundo, o nosso pequeno grande mundo, aquele que Duarte Coelho descobriu num dia de feliz aventura, dizendo: "Oh linda situação para fundar uma vila!”.

E eis aqui Olinda, a vila aos pés deste mirante, projetado pelo arquiteto Luis Nunes e construído em 1937, a Caixa D'Água da cidade plantada no Alto da Sé que tornou este monumento da arquitetura moderna nacional, arquitetura de cunho social que através do combongó, seu principal material construtivo, tornou-se também objeto de economia popular por sua característica de gerar trabalho. O combongó não barra o vento e dá transferência e leveza a este enorme paralelepípedo que marca a paisagem colonial com sua aura de contemporaneidade.

Este é um dos mais belos mirantes de nossa terra. Encontrava-se vedado para o olhar do povo que se surpreende ao ver daqui o Recife ainda mais belo do que é visto de baixo. Dele se veem as praias do sul e do norte, o horto dos maguinhos logo abaixo, os altos de Casa Amarela, as curvas do Capibaribe, o Campo Grande, a Casa Forte, a Boa viagem: de longe tudo é mais belo.

Mas vemos principalmente Olinda pela perspectiva de seus telhados e pelos ministérios do traçado das ruas, dos becos, dos quintais, das igrejas, dos sítios e do antigo casario.'


(Raúl Córdula)



Comentários