Missão em Barcelona



Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Para sempre seja louvado.


A missão de anunciar o nome de Jesus é de todo o cristão, recebemos essa tarefa quando dissemos sim a Ele por meio de nosso batismo.


Anunciar-lo, como aponta o Apóstolo Paulo, não é um privilégio, mas um dever, e o devemos fazer dentro da liberdade que o próprio Deus nos dar e da melhor maneira possível.


Nos dias 09, 10 e 11 de abril de 2010, fui convidado a estar em Barcelona (Espanha), onde estive com outros jovens, anunciando a boa notícia do Senhor.


A experiência consistiu em formações, missas, adorações orações em comum, testemunhos, momentos de deserto/fraternidade/animação, e claro, de ir ao encontro do outro anunciando-lhe o nome de Jesus Cristo e convidando a aderir a Sua proposta de salvação.


O fato foi enriquecedor, porque na missão, mas do que dar, se recebe. Muitos acolheram a idéia e, talvez muito mais, a rejeitaram.


Essa missão também tinha como foco, divulgar entre os jovens de Barcelona, uma espécie de Bar Católico, chamado “NÃO TEMO”, neste espaço, localizado no subsolo da Paróquia Mãe de Deus da Medalha Milagrosa, se realizam todos os sábados atividades culturais, tais como: artes visuais, danças, músicas, etc. É um ambiente interessante e agradável. Durante as atividades realizadas ali, ocorre na parte de cima do referido recinto, adoração ao Santíssimo, onde ademais da adoração o visitante pode realizar o sacramento penitencia/confissão com o “Sacerdote de Plantão”.


Estes dias que estive na Cidade foram bastante positivos, pois pude aprender um poço mais sobre a missão e conhecer jovens que ainda acreditam em um mundo melhor, e mais, que lutam para o tornar assim.


Ali foi pregado que ser missionário é, antes de tudo, ser um mendigo de Deus, porque só pela graça é que podemos fazer algo. Uma vez acolhendo o amor de Deus em nossa vida, devemos fazer como Maria – sermos fieis ao plano de Deus - a partir da cruz, Jesus entregou a Virgem a missão de ser a Mãe de todos nós, e Ela acolhe essa Palavra com simplicidade e amor. Assim também, nós, convencidos do amor pessoal que Cristo tem por cada um de nós, devemos revelar-lo, com gestos e palavras, aos demais. Por ultimo ser missionário é dar testemunho da fé em Deus, como nos ensina a Igreja, levando esperança e alegria ao próximo. O bom missionário tem sempre um sorriso, um olhar misericordioso, um gesto que expresse o amor que leva dentro e que, por conseguinte, se faz fato, ou seja, caridade.


Existem três condiciones necessárias para se evangelizar: primeiro é “ter medo” porque é sendo fraco que somos fortes (cf. II Cor. 12, 10), depois, “não saber tudo”, pois Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos (cf. Lc. 6,12-19) e por ultimo “ser desobediente”, como o foi Jonas, na véspera de sua missão em Nínive. Assim vemos que a obra é de Deus, nos somos meros instrumentos.


A missionar jovens!!!

Comentários